Malandragem turca

O turco Salim, muito rico, chega ao banco e fala com o gerente:
– Eu qué fazê uma embréstimo!
O gerente, surpreso, pergunta ao Salim:
– Você, Salim, querendo um empréstimo? De quanto?
– Uma real.
– Um real? Ah, isso eu mesmo te dou…
– Não, eu qué embresta do banco! Uma real!
– Bem, são 12% de juros, para 30 dias…
– Dudo bem, dá uma real e doze cendavos… onde eu azina?
– Só que o banco vai pedir uma garantia, sabe como é… são normas
internas…
– Bega minha mercedes zerinha, que tá aí fora e dexa guardada aí no garage
da banco, até eu bagá o embréstimo, tá bom azim?
Feito isso, Salim foi pra casa e disse pra Jamile:
– Bronto, rabibe, nóis já bode viajá bra Oropa sem brocubaçón.
Consegui dexá nossa carrínio num garage, bor 30 dias, e eu só vai bága uma
real e doze centavo…

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: